Youtuber foi sentenciado à prisão por incentivar a pornografia infantil. (Foto: divulgação)
Youtuber foi sentenciado à prisão por incentivar a pornografia infantil. (Foto: divulgação)

O youtuber norte-americano Austin Jones (26) foi condenado a 10 anos de prisão por incentivo e receptação de pornografia infantil. O caso foi sentenciado pela Justiça do estado Illinois, nos Estados Unidos.

De acordo com a acusação, Austin utilizava serviços de mensagens, como o Facebook Messenger e o iMessage, para induzir meninas a enviarem fotos inadequadas. Ele pedia que as menores enviassem vídeos de danças sensuais e as forçava a continuar enviando os conteúdos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE.

Os primeiros relatos são datados de 2015, mas na época Austin negou os crimes. Em 2017, ele já havia sido preso pelas autoridades e admitiu a culpa.

LEIA TAMBÉM   Ministério Público não pediu a prisão de Nando Moura

James Gibbons, responsável pelo processo de acusação, disse que a sentença aplicada a Austin “representa um passo à frente para a Justiça e para as jovens vítimas que ele manipulou e explorou”.

Agora, o criminoso deve passar dez anos cumprindo pena.

Fonte: The Verge