O influenciador Felipe Neto, com quase 30 milhões de inscritos em seu canal do YouTube, usou o Instagram para anunciar que vai processar uma escola que utilizou o seu nome em um bilhete enviado aos pais sobre os conteúdos que os filhos assistem na internet.

Segundo o bilhete, que continha o nome de Felipe Neto e viralizou nas redes sociais, as escolas estão enfrentando “realidades trágicas devido ao uso desequilibrado de videogames e aos encantamentos provocados pelos youtubers“.

De acordo com a assessoria, Felipe Neto usa o canal para promover mensagens de aceitação, igualdade, homofobia, fim do machismo, além de reforçar a importância da família. O youtuber ainda afirmou que o caso está sendo tratado pelo seu setor jurídico.