O Facebook irá proibir conteúdos de exaltem ou apoiem a supremacia branca e o separatismo. O anúncio aconteceu nesta quarta-feira (27).

Esta decisão está relacionada à campanha de combate ao discurso de ódio que o Facebook tem feito nos últimos meses.

“Está claro que estes conceitos estão profundamente vinculados aos grupos de ódio organizados e não têm cabimento em nossos serviços”, afirmou a empresa.

Manifestações de orgulho americano ou ligadas ao separatismo basco não entraram na lista e continuarão sendo permitidas na rede social. O Facebook considera estes casos como “uma parte importante da identidade das pessoas”.

LEIA TAMBÉM   Facebook e YouTube removem imagens de massacres na Nova Zelândia e Brasil
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE.

APROVEITE: Moto G7 Power 3 GB RAM por apenas R$ 1.189,15!

“Infelizmente, sempre haverá gente que tentará utilizar nossos sistemas para propagar o ódio […] Nosso desafio é continuar avançando para melhorar nossas tecnologias, desenvolver nossas políticas e trabalhar com especialistas que possam reforçar nossos próprios esforços”, completou o Facebook.

A empresa de Mark Zuckerberg já proibia publicações de cunho discriminatório, como os preconceitos com raça, gênero e religião.

O Facebook também aplicará as mesmas regras para o Instagram. A proibição deve começar a valer a partir da próxima semana.