Foto: divulgação

Shawn Layden, CEO da Sony Interactive Entertainment , tem um plano para evitar alguns erros desta atual geração de consoles no futuro. No entanto, ele diz que está disposto a atrasar jogos para garantir que atendam a uma qualidade superior cada vez mais exigida pelos consumidores.

Título nesta geração, como Fallout 76, decepcionou por não trazer muita diversão ou evolução em comparação com o seu antecessor altamente premiado, Fallout 4 de 2015. Também vimos uma decepção nos lados da EA Games, por apresentar uma mulher no marketing de Battlefield 5, este que é um jogo de tiro que ocorreu durante a Segunda Guerra Mundial e acabou não caindo bem entre a comunidade. Para piorar a situação, o jogo estava bastante incompleto quando foi lançado, perdendo uma das suas maiores promessas que seria um battle royale para competir com Fortnite.

“Como desenvolvedor de exclusivos para a PlayStation, sempre temos de definir o limite máximo para impulsionar a tecnologia mais do que qualquer outra pessoa.”

A Sony vai correr atrás da Microsoft e comprar novos estúdios também?

Para o futuro do PlayStation 4 ainda estamos aguardando alguns exclusivos, como “The Last Of Us: Part 2”, “Ghost Of Tsushima” e “Days Gone”. No entanto, apesar de faltar lançar esses jogos, já existem vários rumores de que o PlayStation 5 poderá dar as caras dentro dos próximos dois anos.

Shawn Layden, ex-chefe da equipe PlayStation da Sony, agora lidera a divisão de jogos.

Em entrevista para C|Net , Shawn disse que a Sony está pronta para comprar outros estúdios para poder expandir os tipos de jogos criados. Mas a Sony não está sozinha: a Microsoft já se adiantou e comprou uma mão cheia de estúdios para produzir jogos para a plataforma e serviços da Xbox.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE E ARTIGOS SUGERIDOS.

“Estamos sempre explorando oportunidades. Se encontrarmos um parceiro ou uma equipe ou um jogo que consideramos particularmente significativo e interessante, procuraremos trazer isso para dentro. ”

Perguntado sobre a não comparência na E3 2019, o executivo afirmou que a feira perdeu relevância e reitera que atualmente, com a internet, existem notícias sobre jogos todos os dias. No passado, ele lembra que a internet não tinha tanta audiência e que a exposição na E3 era uma ótima forma de chegar à mídia por seu tamanho e exposição.

LEIA TAMBÉM   Youtubers são processados por desenvolvedora de Fortnite

O sucesso de Fortnite pode mudar os próximos exclusivos da Sony?

Shawn também falou sobre o sucesso de Fortnite e como vão usar isso nos próximos jogos exclusivos da Sony, mas deixou a entender que a marca PlayStation deve começar a receber títulos menos complexos de modo a poupar recursos e tempo.

“Acho que fizemos muito nos últimos três ou quatro anos para chegarmos a um lugar no momento em que estamos construindo menos jogos por ano, no entanto estamos gastando mais tempo, mais energia, certamente muito mais dinheiro em fazê-los”.

De acordo com diversos rumores, atualmente a Sony deve estar focada em terminar o desenvolvimento dos atuais jogos anunciados e produzir novos conteúdos apenas para a próxima geração.